Lábio Leporino

Lábio Leporino | Conheça tudo sobre essa condição

A fissura labiopalatal, popularmente conhecida como lábio leporino, atinge aproximadamente uma em cada 1000 crianças nascidas no Brasil. Trata-se de uma divisão no lábio superior, entre a boca e o nariz, que ocorre porque as duas partes do rosto do bebê não se uniram adequadamente durante a gestação. Esta abertura pode ser pequena e atingir apenas os lábios. Também pode ser maior e atingir o céu da boca e o nariz.

O Lábio Leporino pode causar alterações da anatomia da face desencadeando um prejuízo no desenvolvimento da fala.  Consequentemente, há um maior risco de as crianças aspirarem o alimento e provocar infecções como pneumonia. As anemias também são mais frequentes em crianças com as fissuras.

Causas e fatores de risco do Lábio Leporino

Lábio Leporino

Ainda não se sabe com exatidão o que causa o lábio leporino, mas há indicações que seja hereditário. Algumas atitudes na gravidez podem favorecer o lábio leporino. Como por exemplo:

O diagnóstico pode ser feito antes do nascimento através de ultrassonografias de rotina, mas geralmente só é detectado depois da criança nascer.

Tratamentos e cuidados

O lábio leporino pode ser reparado logo nos primeiros meses de vida através de cirurgia para a correção do problema. A data da intervenção cirúrgica é definida pela equipe técnica e vai depender do desenvolvimento do bebê. Geralmente também são feitas outras cirurgias ao longo da vida daqueles que passaram pelo procedimento.

A amamentação requer alguns cuidados, para isso a mãe deve receber orientação adequada e em alguns casos deve-se usar uma mamadeira especial.

Sempre deve ser feita a higienização na região da fissura. Ainda, é muito importante que os bebês que nascem com lábios leporinos recebam o acompanhamento de um fonoaudiólogo para que desenvolvam a fala corretamente.

É importante lembrar que a fissura não passa de uma má formação dos lábios e não afeta de forma alguma a capacidade mental do bebê!

Orientações para as mães

Lábio Leporino

Não dispense orientação psicológica, pois muitas vezes um filho é idealizado e ver este tipo de sonho não se concretizar na hora do nascimento pode ser doloroso e frustrante. Faça todos os acompanhamentos de forma correta para que seu filho tenha uma reabilitação total e que não causem traumas tanto para a criança quanto para você. É importante que você e sua família esteja sempre preparado e protegido para evitar qualquer tipo surpresa.

Tendo um plano de saúde é uma ótima maneira de proteger a saúde sua e de seu bebê. Isto porque, dependendo do convênio, ele oferece diversas coberturas e acompanhamentos para tratamentos. Confira aqui algumas opções de Planos de Saúde, e veja como podem te beneficiar!

Gostou de saber um pouco mais sobre esse assunto? Comente nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *