PRIMEIROS SOCORROS – Como e quando agir?

Em nosso cotidiano, passamos pelas mais diversas situações. E precisamos estar devidamente preparados! Mas, você sabe como aplicar primeiros socorros em situações distintas do dia a dia?

Primeiros Socorros: Em que situações podemos agir?

A Cruz Vermelha define primeiros socorros como toda e qualquer assistência médica empregada após qualquer tipo de acidente, durante o aguardo de profissionais. Mas é importante salientar que, dependendo da gravidade da situação, somente profissionais capacitados deverão interferir na vítima!

Pensando nisso, quando podemos agir?

Dicas básicas

– Mantenha-se calmo e se empenhe em tranquilizar a vítima e mantê-la acordada.

– Não utilize manobras e/ou artifícios dos quais não tenha conhecimento: você poderá colocar uma vida em risco.

– Tenha sempre por perto, em casa, no trabalho e/ou no carro, um kit de primeiros socorros básico.

Casos específicos

Desmaios

– Certifique-se que a vítima respira bem.

– Mantenha a vítima deitada, de barriga para cima. Se possível, coloque as pernas da pessoa num nível acima que o do restante do corpo, com o auxílio de almofadas ou uma cadeira, por exemplo. Logo após, vire a cabeça de lado, para facilitar a respiração e eliminar o risco de asfixia, caso a pessoa vomite.

– Se comunique com a vítima, mesmo que ela não responda. Fale pausadamente e da forma mais tranquila possível.

–  IMPORTANTE: caso o atendido não recobre os sentidos em 1 um minuto, ligue o mais rápido possível para a emergência.

Cortes domésticos

– Independente de superficial ou profundo, utilize uma gaze ou pedaço de pano limpo para limpar a região. Pressione o ferimento por aproximadamente 1 minuto, para controlar o sangramento. Não utilize algodão, para não haver o perigo das fibras entrarem no ferimento.

– Caso o ferimento seja superficial, lave bem com água e sabão. Inicialmente, não aplique nenhum tipo de pomada, e, de forma alguma, utilize álcool. Aplique um anti séptico e, caso necessário, utilize um curativo tradicional para cobrir. Mantenha o corte limpo e seco, para uma cicatrização mais rápida.

– Caso o ferimento seja profundo, mantenha a pressão sobre o ferimento, trocando pano/gaze sempre que necessário. Caso haja pedaços de cristal, vidro ou outros cortantes, não tente retirar. Leve a vítima até o hospital mais próximo, para analise médica e, caso necessário, uma sutura.

Queimaduras

– Em caso de queimaduras térmicas (causadas, por exemplo, por água fervendo), lave o local com água em abundância.

– Se a queimadura for leve, cubra com uma gaze ou compressa fria, sem pressionar. Não estoure bolhas e tente ao máximo não tocar na queimadura.

– Não utilize remédios caseiros (gelo, pasta de dentes, pó de café, entre outros). Isso só trará problemas como maior dor e infecções.

– E caso de queimadura de graus mais altos, que peguem um extensão grande do corpo ou química (gerada por ácidos, por exemplo), procuro auxilio médico emergencial.

Entorses simples

– Logo após o episódio do entorse, não utilize o membro afetado. Mantenha-o imobilizado.

– Aplique compressas de gelo no local.

– Procure auxílio médico para melhor avaliação, e possível imobilização com talas ou gesso.

 

Sempre tenha atenção às situações perigosas que ocorrem em sua casa, ambiente de trabalho ou áreas de lazer. Em casos graves, como infartos, AVC, ou ferimentos graves, como quedas, colisão ou colisão de veículos, procure ajuda profissional o mais rápido possível. Sempre tenha os telefones para ambulâncias, polícias e bombeiros, correspondentes à sua área. Dessa forma, você auxiliará ainda mais ao bem estar das vítimas.

 

Faça aqui o orçamento para seu novo plano de saúde, economize e viva uma vida mais segura e tranquila!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *