Prevenção da Malaria: Saiba se defender da doença que ameaça voltar

Prevenção da Malaria: Saiba se defender da doença que ameaça voltar

Dados sobre casos de malaria recente, tem nos mostrado que é importante saber como funciona a prevenção da malaria. Isto pois, a doença, que até então estava apenas concentrada na região da amazônia, tem se apresentado em outras regiões. O caso mais recente registrado foi na região de Foz do Iguaçu, nesta ultima terça (08). E além deste caso, outros moradores da região também afirmaram sentir sintomas da doença. Confira abaixo como buscar a prevenção da malaria, conheça seus riscos seus sintomas e saiba como tem se aproximado cada vez mais.

 

Saiba porque buscar prevenção da malaria

Prevenção da Malaria: Saiba se defender da doença que ameaça voltar

O crescimento da doença tem levado muitas pessoas á procurarem prevenção da malaria. Desde janeiro já foram contabilizados 3 casos de malária, a doença que estava adormecida por sete anos, na região do Paraná. A ultima confirmação da doença, através de um agricultor de 51 anos, mostrou que o caso era de malaria autóctone. Ou seja, que não veio por transmissão de outro lugar. Apesar do susto, o agricultor ficou internado por 8 dias até a doença ser tratada. Fora ele, outras 21 pessoas da região afirmam terem sentido sintomas parecidos.

De fato, pesquisas afirmam que a malaria tem voltado com mais força não apenas na região da amazônia, onde o foco é maior. Segundo investigações feitas pela OMS, a doença tem aumentado, em torno de 2% em nível internacional. Isto tudo, depois de uma estagnação em grandes regiões por um período de 6 anos.

Apesar da malária possuir tratamentos eficazes, isto não impede que ela faça algumas vítimas fatais. Em casos mais simples, sintomas de dores e mal-estar semelhantes aos da gripe, são comuns. Porém, em casos mais graves, a doença pode levar á complicações mais sérias. Anemia e falência de cerebral ou dos órgãos, são sintomas que podem levar á coma, e posteriormente á óbito. Essas complicações ocorrem, em algumas vezes, devido ao não tratamento, ou ao tratamento inadequado da doença. Por este motivo, é importante efetuar a prevenção da malaria o quanto antes. Confira abaixo quais são os métodos de prevenção aos quais pode recorrer para evitar a doença:

Sabia que tendo um plano de saúde fica mais fácil e barato ter acesso aos melhores profissionais de saude? Confira aqui a tranquilidade que é ter um plano de saude. Cuide sempre da sua saúde e do seu corpo!

Veja também, tudo que você precisa saber antes de contratar um convênio médico. Saber torna a escolha sua escolha mais benéfica para você.

Métodos de Prevenção da Malaria

A malária é uma doença infecciosa, causada por protozoários parasitas Plasmodium. Ela é transmitida pelo mosquito Anopheles.

Prevenção da Malaria: Saiba se defender da doença que ameaça voltar

Não existe vacina para malaria, apenas métodos preventivos e tratamentos ambulatoriais. Apesar dos procedimentos para prevenção diminuir e evitar o risco de contrair a malaria, eles não são 100% eficazes, para todos os casos. É importante que, durante o tratamento, sejam seguidos todos os processos recomendados. Confira adiante indicações de prevenção.

Prevenção Individual

Para a prevenção individual é necessário usar métodos que evitem a piscada ou aproximação de mosquitos transmissores:

  • Usar repelente que contenha Deet em sua composição.  Aplicar ao corpo de 4 em 4 horas. Caso seja grande a área de risco é importante diminuir o tempo de reposição;
  • Utilizar roupas mais fechadas como calças e blusas de mangas compridas,
  • Em local de risco, manter-se longe de rios e lagos;
  • Adicionar telas em portas e janelas, caso sua região seja uma área de risco;
  • Não deixar água parada. Esse método evita que o mosquito se procrie;
  • Utilizar redes e mosquiteiros;

É importante que todas essas medidas sejam reforçadas ao anoitecer e amanhecer. Neste período há maior presença do mosquito.

Não sabe como fazer uma cotação de plano de saude? Não tem problema, o artigo sobre Cotação de Valores explica como é feito e de que forma ele se adapta às suas necessidades.

Prevenção para Viajantes

Para pessoas que iram se dirigir á áreas de risco, é necessário, além da prevenção individual, o uso de medicamentos. Esse processo é conhecido por Profiloxia e ajuda a evitar a doença e seus sintomas. Porém, pesquisas mostram que alguns parasitas da doença desenvolveram resistência á alguns medicamentos. Devido á isso, o medicamento não se estabiliza como uma garantia totalmente segura de proteção.

Prevenção da Malaria: Saiba se defender da doença que ameaça voltar

O uso de medicamentos é necessário antes da viagem, durante, e após, na volta. Ele se baseia em etapas, que precisam ser seguidas para diminuir o risco de infecção. Cada medicamento possui uma etapa, e tempo de injeção correta.

  • O mais conhecido é o Malarone. Você começa a utilizar dois dias antecedentes á viagem. Seu término acontece, apenas, uma semana após o retorno. Importante ressaltar que, ainda não esta disponível no Brasil;
  • Depois dele, outro bastante conhecido é o Mefloquine. Seu uso começa três semanas antes da viagem, estendendo-se á quatro semanas após o término da viagem. Ao contrario do anterior, que era de uso contínuo, neste o uso se restringe á uma vez a semana;
  • Há também a Doxiciclina. Este medicamento deve começar em torno de 14 dias antes da viagem, com tomada diária. Seu uso estende-se até 4 semanas após o fim da viagem.

Há outros mais medicamentos. Porém, é sempre necessário consultar um médico antes de começar a usar. Isto pois, alguns dos remédios possuem efeitos colaterais, e são indicados apenas para locais de alto risco. Além de que pode ter componentes alérgicos em sua composição.

Caso sinta qualquer sintoma relacionado á malária sete dias após o inicio da viagem é necessário consultar um especialista. Caso, um mês após a viagem, você sinta os sintomas, também é indicado á procura de um médico. Confira mais abaixo, os sintomas comuns de malária e quais os tratamentos para esses casos.

 

Prevenção Coletiva

Há ainda a prevenção coletiva. Neste caso é necessária á intervenção do estado e da população em conjunto. Para tanto é necessário o cuidado com a região em que vivem através de certos procedimentos. Eles tem por função impedir o crescimento do mosquito e exterminar os já existentes. Confira:

Prevenção da Malaria: Saiba se defender da doença que ameaça voltar

  • Comunicados e informações para que sejam tomados métodos indivíduas de prevenção, por meio do Estado e Órgãos de Saúde;
  • Assistência e atendimento hospitalar disponibilizados para a população;
  • Dedetização em residencias com inseticidas;
  • Realização de saneamento básico;
  • Retirar pessoas de locais endêmicos e com alto risco de contaminação;
  • Drenar terras e áreas com cumulo de água.

É importante que esses métodos sejam feitos em conjunto para maior eficácia do procedimento.

 

CONFIRA AQUI OPÇÕES DE CONVÊNIOS MÉDICOS

 

Sintomas

Prevenção da Malaria: Saiba se defender da doença que ameaça voltar

A malária é passada pelo mosquito, através da picada. Quando ele entra em contato com a pessoa, ele libera parasitas que vão do figado á corrente sanguínea. Nesse processo ele vai se desenvolvendo e afetando as células do corpo. É então que surgem os primeiros sintomas:

  • Dores no abdômen;
  • Dores nos músculos;
  • Dores de cabeça;
  • Calafrios
  • Náuseas;
  • Febre;
  • Vômito;
  • Tremor no corpo;
  • Suor;
  • Diarreia;
  • Fadiga;
  • Falta de ar;
  • Falta de apetite;
  • Coloração amarela na pele e nos olhos;
  • Aceleração do ritmo cardíaco;
  • Pressão baixa;
  • Convulsões.

São estes os principais sintomas surgirem em caso de contração da doença.

 

Diagnósticos e Tratamentos

Prevenção da Malaria: Saiba se defender da doença que ameaça voltar

Para suspeita de malária, é necessário consultar um infectologista ou um médico de emergência. Caso tenha voltado de uma viagem para região de risco, pode recorrer ao médico de viagem. Não esqueça, durante a consulta é preciso informar se esteve em área de risco, e quanto tempo permaneceu no local.

Através de diagnósticos e exames de imagem o médico vai buscar identificar a origem do protozoário e avaliar qual o tratamento mais adequado.

O tratamento, dependendo do caso, pode ser feito através de medicamentos. Em geral costumam ser os mesmos utilizados durante e após a viagem. Porém dependendo do grau da infecção e do risco para a saúde pode ser indicado internação do indivíduo para o tratamento. A duração do tratamento, também vai ser definida de acordo com o estado do paciente e da infecção.

Sabendo disso, é importante ficar atento para os sinais de malaria em sua região. E caso for viajar, não esqueça de tomar as providencias necessárias buscando sempre a prevenção da malaria.

 

Relacionadas