Cisto de chocolate: Saiba tudo sobre Endometrioma de Ovário

Cisto de Chocolate: Saiba tudo sobre Endometrioma de Ovário

O cisto de chocolate, como é popularmente conhecido o endometrioma, afeta cerca de 20% das mulheres. É característico por provocar muita dor abdominal, e pela constante confusão com tumores malignos. Porém, ele não é o único cisto de ovário existente. Abaixo poderá conferir tudo sobre o endometrioma e ainda conhecer outros cistos de ovário. Dessa forma você saberá o que fazer caso seja afetada por essa condição. Confira!

Cisto de Chocolate: saiba o que é

Cisto de chocolate: Saiba tudo sobre Endometrioma de Ovário

O cisto de chocolate é uma mudança ocasionada por um cisto benigno, que se forma na região do útero. Ele afeta mulheres jovens e idosas, sendo mais frequente em mulheres que apresentam endometriose. Apesar de constantemente confundido com câncer, o endometrioma não possui de fato uma relação com este tumor. Porém, ainda é perigoso e necessita de tratamentos adequados.

O endometrioma é constituído por células pequenas de endométrios, na superfície interna do ovário. Essas células, com o decorrer do tempo, podem se tornar um cisto. Os cistos são bolhas revestidas por uma camada de membrana, preenchidos por um liquido sanguinolento de cor semelhante á um chocolate, por isso lhe é atribuído o nome de cisto de chocolate. Quando o cisto de endometriose se rompe, seu conteúdo se difunde pelas regiões da pélvis, da bexiga, do útero e do intestino. Desencadeando, no processo, intensas dores na região abdominal, que podem ser confundida com inflamação pélvica.

Pessoas que possuem cisto pequeno não costumam ter seus sintomas apresentados. Porém quando maior que o recomendado, ele pode gerar complicações.

Essa lesão pode, ainda, ocasionar mutias dores na região do útero durante períodos menstruais ou de relações sexuais. Além de ocasionar a infertilidade em alguns casos.

Cisto de chocolate: Sintomas

Cisto de chocolate: Saiba tudo sobre Endometrioma de Ovário

O cisto de chocolate se torna perigoso e incomodo quando ultrapassa o tamanho de 3 cm. Podendo então, ocasionar fortes dores logo abaixo do abdômen, na região pélvica, que podem ser unilaterais ou bilaterais. As dores podem se tornar mais constantes e fortes durante períodos menstruais e em momentos de relações sexuais. Durante esse período menstrual, um fluxo intenso menstruação pode ser indicação de endometrioma. Desconfie, também, em casos de dificuldade para engravidar.

Caso sinta relação com esses sintomas, é necessário procurar um especialista em endometriose, para que possa realizar os exames e diagnosticar suas dores. Com um plano de saúde você tem acesso aos melhores especialistas e á diversos outros benefícios.

Diagnóstico

Cisto de chocolate: Saiba tudo sobre Endometrioma de Ovário

Para diagnosticar o endometrioma, o médico pode recorrer a três maneiras distintas.

O médico pode apalpar a região na busca de um volume na região do abdômen. Porém, para que possa detectar o cisto é necessário que este esteja grande;

O diagnóstico pode ser feito através do exame de sangue, durante os três primeiros dias da menstruação. Neste caso o médico vai identificar o cisto através de exames com marcadores próprios para casos de endometriona e endometriose. Neste processo é necessária uma atenção especial do especialista para os resultados. Devido á esse método ser usado para detecção de câncer, o exame pode ser interpreta de forma errônea.

O método mais usual para diagnosticar endometrioma são os exames de imagem, como a ultrassonografia pélvica e transvaginal. Esse método, além de mostrar o cisto através de sua estrutura sólida, também apresenta maiores informações sobre sua composição.

É importante efetuar todos os exames necessários, para que possa excluir a possibilidade de ser um câncer ovariano.

Tratamento

Cisto de chocolate

O tratamento pode ser por intermédio de medicamentos ou cirurgia.

Para o tratamento por medicação, é necessário que o cisto não tenha ultrapassado 3 cm, pois nesse caso, o tratamento pode não ser eficaz.

Os medicamentos visam bloquear a função ovariana e reduzir o tamanho do cisto em até 50%. Eles podem ser utilizados após a cirurgia, tanto para ajudar no processo de recuperação, como para auxiliar no tratamento do endometrioma. Todavia, o medicamento retarda o processo de fertilidade, devido á seus componentes reduzirem a produção de hormônio estrógeno.

A cirurgia de cisto no o´vario é o método mais eficaz e requerido pelas mulheres. Nesse processo, feito por laparoscopia, pode ser efetuada a remoção do cisco ou a pulverização deste através de laser. Durante a cirurgia é necessário o máximo de cuidado, para evitar lesões na região do ovário que podem comprometer o processo de gravides. O método de vaporização é o menos agressivo e mais indicado nesses casos.

Cisco de chocolate e a Infertilidade

Cisto de chocolate

Devido a alguns fatores, os endometriomas podem dificultar as tentativas de fertilidade. Isto deve-se aos processos aos quais ela desencadeia. Os cistos no útero podem causar anormalidades e alterações nas técnicas de transporte, de implantação e captura dos óvulos pelas trompas. Dificultando assim, a gravidez.

Tipos de Cistos no Ovário

Os cistos de ovário correspondem a uma alteração ocasionada por uma bolha. Eles podem apresentar em sua composição conteúdos líquidos, como é o caso do endometrioma, como, também, pode conter ar.

Há diferentes tipos de cistos de ovários, veja a seguir os principais:

Cisto Funcional

Também conhecido por cisto folicular, ele é um cisto benigno e o mais comum entre as mulheres, principalmente as jovens.

Ele surge durante os ciclos menstruais, sendo formado através da produção de óvulos. Ele é rompido durante um período do ciclo menstrual para liberar o óvulo durante o processo de ovulação. Há casos em que eles demoram a se romper ou não se rompem. Esse processo vai gerar acumulação de líquidos e o cisto começara a crescer.

É normal nesse momento, sintomas caracterizados por dores pélvicas e sangramento. Porém, se em torno de 6 semanas o cisto não se romper e sangramento persistir, é necessário consultar um especialista. Podendo ser necessário recorrer a um procedimento cirúrgico.

Cisto de Corpo Lúteo

O corpo lúteo auxilia na produção de hormônios para a preparação do útero. O corpo lúteo auxilia na produção de hormônios, durante a preparação do útero para o processo de gravidez. Caso não ocorra o processo de gestação, ele desaparece. Todavia, o cisto de corpo lúteo surge quando ele não desaparece e continua a reter líquidos, podendo chegar a ultrapassar 3 cm. Essa permanência pode acarretar em fortes dores no abdômen.

Normalmente esse cisto se rompe após o período menstrual, ou então durante a relação sexual. Caso ele ele não desapareça em torno de 6 semanas, é indicado consultar um médico pois a solução pode ser a cirurgia para remoção. No mais, os cistos costumam desaparecer com o tempo. Apenas atente-se para o caso de haverem incômodos e dores fortes na região do abdômen.

Sabia que Planos de Saúde cobrem diversas cirurgias? Veja aqui tudo que é preciso saber sobre plano de saúde, e confira como é fácil fazer uma cotação.

As doenças podem, inesperadamente, nos atacar. Sobretudo quando deixamos os cuidados com a nossa saúde de lado. Portanto não podemos nos descuidar. Contrate agora um Plano de Saúde e proteja o seu bem mais precioso: o seu corpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *