Ixi! Pedra nos Rins: Saiba como se prevenir - Bem estar de hoje

Ixi! Pedra nos Rins: Saiba como se prevenir

Um problema que é bastante comum, atingindo cerca de 150 mil de brasileiros por ano, é a pedra nos rins. Esse problema se dá por conta de pessoas que não trata o organismo direito, começando por não beber muita água. Em caso de dores fortes na bexiga, o médico irá verificar o que houve. Depois do diagnóstico sendo negativo, o tratamento será imediato. Medicamentos e uma boa alimentação entrará em questão. A doença pode se resolver em alguns dias ou, se persistir, durar algumas semanas.

Também é conhecido com cálculo renal. É uma massa sólida por minerais sais ácidos, que se concentram na aglutinação da urina. Quando está se expelindo sem nenhum tipo de cirurgia, pode ser bem doloroso. Pedra nos rins não causa danos suficiente para que seja permanente. Quando for tratado, incluirá analgésicos. E a ingestão de muita água será necessário para fique bem.

Como funciona: A pedra nos rins passa uretra e bexiga, quando a pedra está sendo expelida, dores fortes e intensas pode acontecer.

Sintomas de pedra nos rins

Como foi falado, é necessário que haja um diagnóstico médico. Mas se você tiver qualquer um sintoma, como dores ou calafrios, é bom a ida ao médico.

  • Dores locais – Flanco (um lado da parede abdominal), costas, no abdômen, parte lateral do corpo ou testículo;
  • No trato urinário – Micção excessiva, micção frequente ou sangue na urina ou desejo persistente de urinar;
  • Tipos de dor – Forte ou leve, indistinta, súbita no abdômen ou aguda;
  • No corpo – Calafrios ou suor;
  • No aparelho gastrointestinal – Náusea ou vômito;
  • Dores circunstanciais – Durante a micção ou à noite.

Também é muito comum a sensação de queimação na virilha.

Tratamentos

Quando a pedra é pequena, é de costume sair naturalmente. Como um dos grandes motivos da pedra nos rins é a falta de água, então para melhorar a situação, ingerir mais água do que de costume. É recomendado por todos, que se consuma o mínimo de dois litros de água por dia. Caso o médico ache necessário, ele acaba injetando medicamento na veia.

Com 1 centímetro de diâmetro, procedimentos são acionados para fragmentar a pedra e viabilizar o caminho para eliminar. uma boa opção e que não agride o organismo é a litotripsia extracorpórea. Isso se dá por conta de ondas magnéticas que destroem o que incomoda no organismo, a pedra.

Hoje em dia há uma técnica que detona as formações duras com o laser de um aparelho introduzido pela uretra, chamada de uretero-nefro litotripsia flexível. É preciso que isso seja repetido de duas em duas semanas, indo até 4 sessões. É importante dizer, que esse procedimento é feito apenas com anestesia geral, ou seja, o paciente ficará desacordado. A pessoa, depois desse procedimento, pode receber alta no mesmo dia.

Portanto, é necessário que o médico esteja ciente disso. Quanto antes procurá-lo, melhor. Pois pedra nos rins é algo que dói e machuca, mesmo não causando danos permanentes no organismo do paciente. Pode ser curado em dias ou semanas, então é só se cuidar e beber muita água para não estar vulnerável de novo. Caso você ainda tenha plano de saúde e precise fazer outros exames, clique aqui para fazer sua cotação gratuita.

Relacionadas