Saiba O Que É e o Que Causa a Disfunção Erétil - Bem Estar de Hoje

Disfunção Erétil: Saiba O Que É e o Que Causa

A disfunção erétil é algo muito comum, que atinge cerca de 2 milhões de pessoas por ano só no Brasil. Há várias formas de trata-la, e a forma mais comum é usar Viagra, um comprimido que estimula a ereção. A disfunção erétil pode ser sinal de uma doença física ou psicológica. É um problema que pode causar estresse, abalar o relacionamento e baixa autoestima.

Não é difícil saber se está com esse problema, pois é possível se auto diagnosticar e saber que há um problema. É aconselhável que o paciente vá ao médico para que o especialista diga se é um problema crônico ou psicológico, deste modo, seguindo o tratamento da melhor forma para a cura ou a solução temporária. Por exemplo, tomando o Viagra a duração do comprimido será o tempo em que estiver ativo na prática sexual, pois o efeito é forte e potente. Se o tratamento e os medicamentos não funcionarem, outros procedimentos serão adotados, como a bomba peniana.

Causas da Disfunção Erétil:

  • Dificuldades do pênis ficar ereto;
  • Distúrbios psicológicos
  • Doenças hormonais (diabetes, queda de testosterona, problemas endócrinos)
  • Doenças neurológicas (lesões na medula, mal de Alzheimer e Parkinson)
  • Doenças vasculares, que causam entupimento das artérias e veias, prejudicando a chegada do sangue ao pênis (hipertensão arterial, aterosclerose)
  • Consumo excessivo de medicamentos
  • Cirurgias pélvicas
  • Doença de Peyronie ou fibrose dos corpos cavernosos
  • Alcoolismo e tabagismo.

Há riscos que precisamos ficar atentos para a causa da disfunção, como:

  • Diabetes;
  • Hipertensão arterial;
  • Dislipidemia (colesterol e triglicérides alterados);
  • Tabagismo;
  • Obesidade.

Outros fatores considerados de risco são situações que afetam a autoconfiança do homem como desemprego, aposentadoria, crises financeiras, luto na família, entre outros. Apenas o envelhecimento não constitui uma causa de disfunção erétil.

Diagnóstico:

O exame é clínico, então apenas com uma conversa entre especialista e paciente, é possível descobrir o que está acontecendo. Mas antes de tratar do problema da disfunção, é preciso descobrir se há outra doença. Descobrindo qual o problema, ficará mais fácil de tratar os sintomas da disfunção.

Com o descobrimento da doença, o médico passará alguns remédios para começar a se tratar, como Sildenafila, vardenafila e tadalafila, sendo os mais conhecidos e utilizados.

Se os remédios tomados não fazem o efeito preciso, é aconselhável recorrer a bomba de vácuo e injeções de vasodilatadores. Caso ainda não tenha resultado, é preciso usar as próteses penianas, que é o último recurso. Mas as próteses penianas são para homens que estão na terceira idade e não tem mais nenhum jeito de cura.

Prevenção:

  • Adote hábitos de vida saudáveis
  • Controle seu peso
  • Faça exercícios com frequência.

Visite seu médico regularmente e trate com dedicação os chamados fatores de risco:

  • Se você fuma, pare imediatamente
  • Se for hipertenso, siga o tratamento à risca e tome o medicamento sempre
  • Se for diabético, controle as taxas de glicose, seguindo a dieta e usando os medicamentos adequadamente.

Portanto, a disfunção erétil é comum, mas é necessário que os hábitos durante toda a vida sejam saudáveis para que não tenha esse problema no futuro. Sempre busque auxílio de um médico especialista para que o tratamento resolve e tenha uma vida feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *