A doença de Stephen Hawking - Bem estar de hoje

A doença de Stephen Hawking

Essa semana tivemos uma grande perda, que foi um dos maiores físicos da humanidade, o Stephen Hawking. Ele morreu aos 76 anos, nesta quarta-feira. Ele sofria de esclerose lateral amiotrófica desde os 21 anos, sendo assim, andando de cadeira de rodas. A respiração era por um respirador artificial. Essa doença de Stephen Hawking é considerada rara, atingindo cerca de 15 mil pessoas anualmente. Ela atinge pessoas entre 55 e 65 anos.

Sobre a doença de Stephen Hawking

Em 1960, os médicos disseram que Stephen Hawking não viveria para mais de 2 anos depois da descoberta da doença. Ele desafiou os médicos vivendo décadas e trabalhando em cima da cadeira de roda. Essa doença rara neurodegenerativa que paralisa os ossos, até a pessoa não ter mais movimento nenhum. Em alguns casos a fala se torna impossibilitada.

Ele tinha um sensor que usava através da bochecha para se comunicar. Então a partir de 2006, seus movimentos foram todos perdidos. Porém, a INTEL desenvolveu um software especialmente para o cientista, mas ele ainda preferia o sensor da bochecha por achar mais confortável.

SIMULE AQUI O PREÇO DO SEU PLANO DE SAÚDE.

Esclerose lateral amiotrófica

Essa doença não tem cura, e vai deteriorando o paciente cada vez mais. O inicio dessa doença começa com a perda da movimentação dos braços e pernas, provocando uma degeneração progressiva dos músculos, mas é possível que o controle da bochecha não seja afetado. A paralisia alcança músculos do diafragma, então o paciente precisa recorrer a tubos respiratórios para que seja possível a vivência.

Para os médicos, Stephen Hawking pode ter sido um milagre, já que o seu diagnóstico estava prescrito que iria viver apenas dois anos, pois essa doença não tem cura. Geralmente a morte acontece depois de até 36 meses, porque a pessoa não tem mais a capacidade de respirar.

Para conseguir retardar os avanços dessa doença, tratamentos como a medicação prescrita e terapia são coisas que podem ajudar. Sendo um problema crônico e não tendo cura, o paciente precisa viver sempre ao lado de uma enfermeira ou de alguém que possa cuidar.

Sintomas

  • Fraqueza muscular;
  • Músculos rígidos;
  • Problemas de coordenação;
  • Espasmos musculares;
  • Perda de massa muscular;
  • Reflexos hiperativos;
  • Tremor muscular.

Portanto, o que houve com Stephen Hawking, foi uma perda enorme, mas é necessário conhecer um pouco mais do que acontece na vida dele. Essa doença se propaga no organismo. Pessoas que tem uma idade entre os 40 e 70 anos podem estar suscetíveis a essa doença, mas em casos mais raros ainda, crianças podem apresentar esses sintomas e jovens-adultos.

Relacionadas