Metatarso Quebrado: Saiba identificar e tratar essa Fratura

Metatarso Quebrado: Saiba Identificar e Tratar essa Fratura

O metatarso quebrado é uma lesão que acomete os ossos do metatarso do pé. Essa lesão é muito comum em jogadores, esportistas, corredores, e dançarinos. Pode ser muito dolorosa e perigosa se não analisada e tratada corretamente.

O Metatarso Quebrado

Ter o metatarso quebrado significa que os cincos ossos que compõem a região do pé sofreram alguma lesão ou rompimento. Esses ossos são denominados metatarso e comumente conhecido por peito do pé.

Os metatarso possuem ligação com os ossos dos dedos e do tarso, proporcionando maior flexibilidade. Além disso, eles são revestidos por músculos e tendões que possibilitam ao nosso pé se adaptar á diferentes superfícies durante caminhadas.

Como dito acima, os ossos do metatarso são cinco. O primeiro é o que menos sofre com fraturas, isto devido ao seu tamanho e resistência serem maiores que os demais, e também, é ele que se liga ao dedão. Já o quinto metatarso, do antepé, é o menor e menos resistente, por isso é o responsável pela maioria das fraturas, junto ao quarto e ao terceiro metatarso. O quinto metatarso, é ainda, mais suscetível á ser lesionado pois compreende maior colisão pelas pessoas que praticam exercícios físicos.

Diferentes tipos de metatarso quebrado

Há diferentes tipos de fraturas, que correspondem á diferentes ossos e procedimentos a serem tomados.

Metatarso Quebrado: Saiba identificar e tratar essa Fratura

Fratura aguda: É caracterizada por lesões abruptas nos ossos do metatarso. Normalmente é definida por movimentos bruscos, quedas ou contato súbito com algum objeto.

Fratura de estresse: Mais comum em esportistas e dançarinos, é caracterizada pelo movimento repetitivo. Esse tipo de lesão afeta comumente o segundo e o terceiro osso do metatarso. Ele costuma afetar muito durante á pratica física, e diminuir o desconforto quando repousa. Sua detecção, porém, é dificultada através de procedimentos normais. Sendo então, necessário recorrer á uma ressonância magnética para ter melhor diagnóstico.

Fratura de Jones: Conhecida por acometer o quinto metatarso, essa fratura é relacionada á movimentos de torção que tem ligamento com o tornozelo e ao pé. É uma fratura muito dolorosa e com procedimento demorado. Levando em torno de três meses para total cicatrização.

Fratura da cabeça do metatarso: É localizada na parte mais arqueável e afinada do metatarso. É responsável por fortes dores, e pode levar a complicações se não tratada corretamente. Nessa lesão, pode se usar a bota imobilizadora para tratar. Sendo, apenas, necessário a cirurgia e o uso de pinos para casos de deslocamentos.

Sabia que com um plano de saude você tem acesso á deferentes procedimentos e cirurgias? Confira aqui a tranquilidade de ter um plano de saúde que é eficiente para momentos inesperados.

Causas do Metatarso

São muitos os fatores que podem levar à contusão do metatarso. Confira a seguir alguns dos principais fatores influenciadores da lesão:

Metatarso Quebrado: Saiba identificar e tratar essa Fratura

  • Choque direto proporcionado por instrumentos e materiais pesados na região do metatarso;
  • Mulheres com Osteoporose;
  • Choque por acidentes com automóveis, ou devido á  quedas de grandes alturas;
  • Adaptação á novos calçados;
  • Movimentos incorretos do pé na hora de praticar esportes;
  • Pisada torta;
  • Prática de exercícios com mudança de movimento súbita;
  • Aumento de esforço durante algum exercício;
  • Movimentos contínuos;
  • Pessoas com diabete que desencadeie problemas nos nervos dos pés;
  • Caminhada ininterrupta que obriga a usar em excesso o pé.

Sintomas de fraturas do Metatarso

Metatarso Quebrado: Saiba identificar e tratar essa Fratura

Os sintomas mais frequentes em casos de metatarso quebrado, são definidos por dores na região afetada e possíveis inchaços. Em casos mais sérios, a dor pode impedir o individuo de apoiar o pé no chão ou de se movimentar. Em determinadas lesões, podem surgir hematomas no flanco do pé, além de calosidades.

É importante atentar-se caso a dor surja durante a prática física. Se após um tempo de descanso a dor persistir é importante consultar um médico e fazer um diagnóstico.

Diagnóstico

O médico irá avaliar fisicamente o local afeta, na procura de hematomas e inchaços, na busca de definir onde poderá ter sido a lesão.

Para identificar melhor a contusão, o médico poderá pedir exames de Raio-x, ou de ressonância magnética, caso haja suspeita de estresse do metatarso.

O médico a fazer o diagnóstico é o ortopedista. No primeiro momento da consulta ele pode solicitar informações sobre qual atividade exercia no momento da fratura. Em alguns casos pode ser interessante informar caso haja alguma doença que tenha relação com o problema, como a diabete e a osteoporose, por exemplo.

Convênios médicos te dão acesso á diferentes especialistas. Veja tudo que você precisa saber antes de contratar um plano de saude. Não vai se arrepender!

Tratamento

Cada contusão vai necessitar de um tratamento especifico. Saiba quais tratamentos há, e para qual caso são mais indicados.

Metatarso Quebrado: Saiba Identificar e Tratar essa Fratura

Pré-diagnóstico

Ele consiste em descansar o pé, mantendo-o mais imobilizado possível, no intuito de evitar a piora da lesão. Aplicar gelo no local afetado, por um período de 20 minutos, com o pé elevado. E caso seja necessário, aplicar elástico para controle de inchaço. Normalmente esses procedimentos são realizados quando ainda não há diagnóstico sobre a lesão.

Básico

Para casos mais simples, onde não foram registrados desvios, é indicado um tratamento através de uma bota ou sapato mobilizador. Caso seja detectado um desvio, a recomendação passa a ser de bota engessada aliada á uma grande restrição de movimento e apoio no pé por no máximo um mês.

Para ajudar a diminuir o desconforto, o médico poderá receitar anti-inflamatórios, analgésicos e paracetamol.

Todavia, é de extrema importância, que o paciente mantenha o pé em constante descanso. O uso de muletas ou botas especiais é recomendado quando houver necessidade de se movimentar.

Cirúrgico

O tratamento cirúrgico é o mais utilizado por atletas, visto que, por continuarem á pratica do esporte, pode ocorrer nova lesão.

Em geral, ele é indicado para fraturas onde houve um desalinhamento que pode influenciar as articulações do pé. Para os casos onde houve impacto na hora da lesão, que tenham gerado fragmentos de ossos, também é utilizado a cirurgia.

A cirurgia é utilizada para realinhar os ossos fraturados ou para fixar os seguimentos. Que é o caso de muitos jogadores. Podem ser utilizadas placas, parafusos ou pinos para fixar partes rompidas e lesionadas.

Após a cirurgia é efetuado o engessamento do pé por gesso, propriamente, ou por bota. O local permanecera vedado por aproximadamente um mês, ou até que haja melhora no local afetado.

Neste caso também é recomendado o uso de drogas e analgésicos para diminuir a dor.

Saiba também, como funciona a carência para cirurgias no plano de saúde.

Fisioterapêutico

O tratamento por fisioterapia pode ser realizado manualmente, e consiste em executar exercícios durante 3 vezes ao dia na área afetada. Esses exercícios visam não aumentar os sintomas, e podem ser utilizados para prevenção dos mesmos.

Lembrando, apenas um médico poderá definir qual o tratamento mais adequado para cada caso baseado na lesão e no desvio que pode ter ocorrido.

Prevenção

Para prevenir o metatarso quebrado, é importante que regule suas praticas físicas de forma mais controlada. Saber regular o tempo de exercício e de descanso, é uma ótima estratégia para prevenir a fratura do metatarso. Quanto aos fatores externos, é necessário avaliar o local onde está efetuando seu exercício, ou dança. Aliado a isso é preciso avaliar o estado e conservação do seu calçado e equipamento.

É importante antes de efetuar qualquer procedimento, se informar com especialistas, pois apenas eles podem indicar o tratamento e os medicamentos necessários.

Veja aqui como fazer uma cotação de valores para seu plano de saúde. É rápido e fácil!

Relacionadas