Esportes Radicais: Por que viciam? - Bem estar de hoje

Esportes Radicais: Por que viciam?

Tenho certeza que alguma vez você praticou esportes radicais. Pode ter sido até mesmo com os amigos, e logo depois não conseguiam parar de falar sobre como foi legal.  Um falava sobre como o seu coração acelerou, o outro descrevia aquele momento perigoso, e ainda outro alguém falava o quanto queria repetir de novo. E ai veio a sensação de alegria. O sorriso não saia do seu rosto, assim como o seu coração não saia da sua boa. Mas estava tudo tão bom, aquela liberdade e aquele gostinho de quero mais. Isso não é um sentimento aleatório, é um vicio. A ciência já explicou o porque isso acontece e agora é nossa vez de te contar.

O que é esporte radical.

Na verdade não existe um padrão ou uma lista de itens que define um esporte como um esporte radical, mas são considerados, aqueles que desafiam o limite humano, que são perigosos para a integridade física se praticados sem os cuidados e equipamentos necessários. Esportes de aventura, ou esporte radicais muitas vezes envolvem a natureza. Uma pessoa que ama esse estilo de vida gosta de desafiar a altura, a água, a terra, o mar, o vento, a velocidade, entre outros elementos da natureza. É sempre bom pratica-los acompanhado de alguém, já que envolvem riscos. Alguns exemplos são as escaladas de montanhas e rochas, o kaiakismo em corredeiras desafiadoras e agitadas, o salto livre – paraquedas, bungee jump – entre vários outros.

 

SIMULE O VALOR DO SEU PLANO DE SAÚDE. 

 

Porque viciamos em esportes radicais.

O vicio é causado basicamente pela liberação de três substâncias no cérebro:

  • Adrenalina – Hormônio produzido pelas glândulas suprarrenais. Deixa o corpo em estado de alerta. Acelera o coração e causa o frio na barriga.
  • Endorfina – Hormônio produzido pela hipófise. Funciona como uma espécie de analgésico natural no nosso corpo.
  • Dopamina – Libera a sensação de prazer e de conquista. A dopamina também age no ato sexual ou quando comemos algo gostoso.

As substâncias começam a agir antes do esporte. Enquanto você se prepara para começar, é liberada a adrenalina. Seu coração acelera, seu corpo entra em estado de alerta, sua boca fica seca e sua pupila dilata. Durante o esporte, quem age é a endorfina, ela nos prepara para se algo der errado. E agora você sabe por que quando alguém se machuca durante um esporte de aventura, muitas vezes a pessoa não sente. Essa é a endorfina te protegendo. E no final de tudo é a vez da dopamina que da o prazer e a sensação de dever cumprido, uma nova conquista. A combinação dessas três substâncias é que faz o esportista querer sempre mais.

Dicas de esporte radicais e onde encontra-los para quem gosta de adrenalina.

  • Para os que gostam de água: Ubatuba tem praias ótimas para o surfe e Foz do Iguaçu é conhecido pelo rafting.
  • Para quem curte o céu: Rio de janeiro é ideal para o base jump e em Boituva você pode pular de paraquedas.
  • Para os escaladores:  Em Bonito você encontra as melhores opções de rapel e no Rio de Janeiro varias trilhas e escaladas.

Agora já esta comprovado. Se você tentar uma única vez é bem possível que queira os esportes radicais por varias outras. Nunca esqueça de ir acompanhado e certificar-se das medidas de segurança necessárias para cada um dos esportes.

 

 

 

Relacionadas