O que é estabilizante? Descubra mais sobre sua utilização em alimentos

O que é estabilizante? Descubra mais sobre sua utilização em alimentos

Mande suas dúvidas sobre o que é estabilizante alimentar embora! Descubra tudo sobre esse aditivo alimentar, comumente usado para manter os aspectos físicos homogêneos nos alimentos industrializados consumidos diariamente por todos nós

Como definir o que é estabilizante alimentar?

Para saber o que é estabilizante, é necessário saber o que é um aditivo alimentar.

Os aditivos alimentares são substancias adicionadas, em pequenas quantidades, nos alimentos. Seu intuito é preservar ou modificar características de determinados alimentos. Podendo até mesmo alterar cores, sabores e aparências destes. Essas substâncias estão presente em todos os alimentos industrializados, e tem sua função determinada de acordo com a utilidade da substância e do propósito final do alimento.

Apesar de existirem alguns aditivos alimentares naturais, em excesso eles podem interferir na saúde do consumidor. Devido há esse fator, há normas quanto á quantidade permitida de cada aditivo nos alimentos. Essas normas são regulamentadas pela Anvisa e outros órgãos internacionais.

Quando adicionados aditivos na composição de qualquer alimento, é obrigatório que seja especificado seu uso no rótulo do alimento. Tal procedimento é necessário para manter o consumidor sempre informado.

Um exemplo de aditivo bem conhecido é o antioxidante, que tem como função impedir os efeitos do oxigênio em alguns alimentos; há o corante, que além de tornar o alimento mais atrativo, também é aplicado para suprir a cor perdida do alimento durante o processamento; e outro bem conhecido é conservante, que visa impedir falhas causadas por fungos e bactérias nos alimentos. Além do estabilizante, usado em muitos alimentos, para funções diferentes, confira:

O Estabilizante Alimentar

O que é estabilizante? Descubra mais sobre sua utilização em alimentos

Os estabilizantes são um aditivo emulsificante que visam garantir ao alimento, características físicas de emulsões e suspensões. Ou seja, busca manter todas as substâncias do produto unidas, de forma a evitar a divisão dos componentes presentes.  Essa sua função garante que o alimento se mantenha consistente e espesso.

Além de ser o maior agrupamento de aditivos, os estabilizantes, são em sua maioria, carboidratos e proteínas. Essas substancias são produzidas com base em materiais naturais como os óleos vegetais, por exemplo.

Sendo mais usado pela industria, o estabilizantes proporcionam aos alimentos, a maciez e a espuma de produtos como bolos e tortas, feitas através de pó. Além dos sucos em pó, e das cervejas, aos quais fornece o efeito espumado na bebida.

Os estabilizantes impedem que se formem cristais de gelo em alimentos como carnes e sorvetes, mantendo dessa forma as características físicas dos alimentos.

Essa substancia permite, ainda, que o produto seja exposto á temperaturas diferentes, como aquecimento e resfriamento, mantendo sua consistência e armazenamento intactos. Impedindo no processo que haja derretimento do produto, ou a perda de água do nessas mesmas condições.

Ele permite ao produto manter uma aparência mais brilhante e nutritiva, além de diminuir os processos de oxigênio e perda de líquidos em produtos conservados.

Os estabilizantes podem ser usados para produção de alimentos caseiros. Normalmente é usado em fabricações de sorvetes caseiros, podendo ser comprado em pequena quantidade em lojas de doces.

Seguindo as normas da Anvisa, seu uso deve se restringir a pequenas quantidades. Sendo utilizado apenas em produtos que há necessidade de adicionar estabilizante.

Como pudemos observar, as utilidades do estabilizante pelas industria na confecção de seus alimentos são muitas. Assim como também são muitos os diferentes estabilizantes existentes, confira a seguir alguns mais conhecidos.

 

CONHEÇA OPÇÕES DE PLANOS DE SAUDE

 

Tipos de Estabilizantes

Fosfato

O fosfato é um aditivo alimentar encontrado em diferentes formas nos estabilizantes, podendo ser polifosfato de sódio, fosfato dissódico, fofolípideos e outras derivações mais.

O fosfato é um emulsificante de origem mineral. Eles são os responsáveis por provir muitas das características aos alimentos, como a textura pós aquecimento e crescimento de produtos como bolos; além de manter os produtos conservados e com água independente da sua temperatura, além de evitar cristais de gelo.

Para que sua aplicação tenha os resultados mencionados acime, é preciso misturar dois tipos de fosfato. É recomendado adicionar em torno de 0,3% de fosfato nos alimentos.

Carragena

É uma substancia natural advinda de algas marinhas. Assim como o fosfato, ela apresenta diversas funções aos alimentos industrializados. Desde bebidas á produtos aquosos, a Carragena atua como estabilizante na formação do produto e de suas proteínas; consegue adaptar o alimento á temperaturas adversas e ainda controla a quantidade de água presente no produto. Ele é utilizado em produtos como molhos, bebidas lácteas, doces e temperos.

Gomas

Há diferentes tipos de gomas, como a goma xantana, a goma guar e a goma jataí. Todas têm como principal atribuição a característica espessante dos alimentos.  Elas atuam estabilizando temperaturas e texturas e espessando alimentos para que mantenham uma característica mais natural e atrativa. São usadas em bebidas, sorvetes, congelados, molhos, pães, confeitos e rações de animais. Além de também serem utilizadas em produtos farmacêuticos e cosméticos.

As substancias que tem função estabilizante e espessante são aplicadas em sucos de pó, cervejas, molhos e cremes. Já as substancias de propriedades gelificantes são atribuídas a gelatinas, sorvetes e congelados

 

Produtos que contêm estabilizantes

O que é estabilizante? Descubra mais sobre sua utilização em alimentos

A lista de alimentos que apresentam estabilizantes é extensa. Dificilmente se encontra produtos industrializados que não apresente ao menos algum aditivo alimentar.

  • Chocolates;
  • Caldos concentrados;
  • Sopas em pó;
  • Refrigerantes;
  • Doces;
  • Sorvetes;
  • Flans;
  • Pó para sopas;
  • Pó para bolos e tortas;
  • Conservas;
  • Carnes;
  • Presunto;
  • Hambúrguer;
  • Patês;
  • Sucos;
  • Molhos;
  • Confeitos;
  • Aves;
  • Gelatinas;
  • Laticínios como leite, iogurte e alguns queijos;

Precauções

Apesar de não causar danos á saúde, quando aplicada de acordo com as normas pré-estabelecidas é importante se ater á alguns fatores importantes.

Agora que sabemos o que é estabilizante, se torna importante não basear sua alimentação toda em produtos com estabilizantes ou outros aditivos, pois apesar de serem naturais, eles contem substancias químicas que, usadas corriqueiramente, podem afetar a saúde.

É obrigatório que os aditivos sejam formalizados e apresentados na coluna de ingredientes dos alimentos. Portanto, procure ler os rótulos das embalagens para se informar sobre os aditivos presentes, e poder controlar sua alimentação incluindo as opções mais saudáveis no cardápio.

Veja aqui como ler rótulo dos alimentos.

Há aditivos químicos e aditivos naturais, porém os dois podem causar reações alérgicas no consumidor. Caso notar sintomas como enjoo, cólica e falta de ar, é importante consultar um especialista e evitar comer o alimento com o aditivo que estava presente.

Com um plano de saúde, além de ter acesso aos melhores especialistas, também há possibilidade de se consultar com nutricionistas e então elaborar uma dieta que se adeque á sua saúde. Acesse aqui tudo que é preciso saber sobre os planos de saude, e veja como é rápido fazer uma cotação. Sua saúde agradece!

 

 

 

Relacionadas